Da natureza aos ambientes artificiais: escalada esportiva

25/11/2011

Alcyane Marinho

Resumo: 

Investigar as relações estabelecidas na escalada esportiva em ambientes artificiais foi o objetivo deste estudo, a partir do estudo do muro de escalada do Grupo de Escalada Esportiva da Unicamp, em Campinas.

Palavras-chave: educação física, antropologia urbana, amizade

Ver o texto completo


Escalada: esporte e lazer, subsídios teóricos

22/11/2011

Juliano Nazari, Ana Clara Gomes, Thais Cristina de Oliveira

RESUMO:

O presente trabalho tem como objetivo contribuir para a sistematização de informações sobre a prática da Escalada, abordando tópicos como: etimologia da palavra; histórico; estrutura; equipamentos; estilos; utilização; e segurança. Mais especificamente, buscamos através deste estudo auxiliar para a elaboração de materiais instrucionais que possam contribuir com os estudos do Grupo de Estudos e Pesquisas em Atividades de Aventura do Núcleo de Estudo em Planejamento e Metodologias do Ensino da Cultura Corporal da Universidade Federal de Uberlândia –  EPAA/NEPECC/UFU.

Palavras-chave: escalada, atividades de aventura, materiais instrucionais

Ver o texto completo


A escalada: uma experiência de trabalho com portadores de necessidades especiais

23/09/2011

Alexandre Costa Borba Ângela Celeste Barreto de Azevedo

RESUMO:

Alguns autores têm demonstrado interesse em desenvolver investigações acerca da modalidade escalada. Acredita-se que estes estudos culminaram na elucidação de aspectos técnicos referentes às características dos praticantes e da modalidade e também contribuiu para a expansão da escalada em diferentes âmbitos, dentre eles o escolar. É sabido que ao inserirmos uma atividade pedagógica em um ambiente escolar, cabe-nos adaptarmos a modalidade às características e objetivos da Educação Física Escolar, quiçá de alunos portadores de necessidades especiais. Logo, este trabalho pretende, sobretudo, trazer a tona uma discussão acerca da inserção dessa modalidade como, mais um, instrumento pedagógico a ser utilizado em prol de uma educação inclusiva com crianças de uma escola de deficientes visuais.

Palavras-chave: educação física, necessidades especiais

Ver o texto completo


Motivos de adesão de universitários ao projeto Vivências em Escalada

25/08/2011

Flávio Idalírio de Lima Leite,  Luiz Gonçalves Junior

RESUMO

O Projeto de Extensão “Vivências em Escalada” tem o propósito de proporcionar conhecimento sobre a escalada. Podem se inscrever na atividade qualquer pessoa da comunidade interna ou externa da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), porém a pesquisa teve como sujeitos estudantes universitários da UFSCar (maioria dos inscritos). As atividades se desenvolvem predominantemente na parede de escalada da caixa d’água da UFSCar. As técnicas apresentadas aos inscritos são: “Boulder” e “Top-Rope” sendo que no final de cada semestre os participantes do projeto realizam uma excursão no Morro do Cuscuzeiro onde é obtido real contato com ambiente natural. Este estudo tem por objetivo investigar o(s) motivo(s) que levaram os estudantes a inscreverem-se no projeto e a respectiva percepção destes a respeito do possível impacto que o meio ambiente pode sofrer com as Atividades Físicas de Aventura na Natureza (AFAN) freqüentemente na mídia denominadas esportes radicais.

Palavras-chave: escalada, universitários

Ver o texto completo


Um olhar sobre a complexidade da escalada na educação física

15/06/2011

Dimitri Wuo Pereira

RESUMO

A escalada é uma prática esportiva que recentemente ganhou adeptos e mostrou-se uma possibilidade de estabelecer uma união entre o ser bio-antropo-social. O pensamento complexo de Edgar Morin foi a linha mestre que teceu o conhecimento sobre a escalada apresentando-a em sua particularidade e multiplicidade reorganizadora do ser humano no ambiente vertical. A escalada associa o movimento às relações auto, eco, feno, geno, re, organizacionais, isto é, do ser com si mesmo, com o meio ambiente, com as relações entre seres, com as relações biológicas de si mesmo, com a renovação de si e com a organização a partir do diálogo entre a ordem e a desordem. Todas essas relações podem dar algum sentido à existência dos escaladores, ou então proporcionar, nos momentos de ascensão, uma existência significativa que ganha valor pelo enfrentamento dos riscos inerentes a prática.

Palavras-chave: escalada, educação física, Morin

Ver o texto completo

 


Seres humanos e natureza: estudo a partir de prática corporal de aventura

02/06/2011

Camila Santos de Armas 

RESUMO: 

O presente estudo pretende contribuir com o debate acadêmico que vem sendo produzido a partir da necessidade de reflexão sobre as relações entre seres humanos e Natureza, quando essa se estabelece no tempo e espaço de lazer, e sobre suas conexões com o mundo do trabalho na sociedade capitalista contemporânea. O estudo buscou responder a seguinte questão: os aspectos do mundo do trabalho se transferem para o mundo do lazer? Para tanto, vai analisar uma prática corporal de aventura na natureza específica – o montanhismo, enquanto uma prática de lazer, tendo como ponto de partida a experiência pessoal da pesquisadora e seu contato com um grupo de montanhismo tradicional do estado do Paraná. O estudo constitui-se de caráter qualitativo, posto que busca compreender e descrever uma realidade social concreta. O instrumento de coleta de dados foram entrevistas semi-estruturadas no contexto específico da pesquisa. Foram entrevistados quatro montanhistas (uma mulher e três homens); o estudo permite inferir que as relações estabelecidas no mundo do trabalho se disseminam para o mundo do lazer no grupo estudado. Isto gera uma disseminação da alienação típica do trabalho nas sociedades de ordem socioeconômica capitalista. Por outra via, foram observadas algumas indicações de que as experiências realizadas no mundo lazer, em especial no montanhismo, geram novos significados e valores para a vida dos investigados, os quais, dialeticamente, se disseminam e “contaminam” positivamente o mundo do trabalho.

Palavras-Chave: natureza, lazer, trabalho 

Ver o texto completo


Escalada esportiva na educação física escolar

26/05/2011

Juslaine Meire do Prado

RESUMO:

O presente estudo teve por objetivo investigar a prática da escalada esportiva como elemento da Educação Física e sua aplicabilidade no segmento escolar, bem como também, averiguar a possibilidade de inserção desta atividade de aventura no planejamento da Educação Física. Para tanto, esse estudo, de natureza descritiva e qualitativa, desenvolveu-se por meio de uma revisão bibliográfica a respeito do termo montanhismo, escalada esportiva e, histórico da Educação Física além de uma pesquisa de campo. O instrumento utilizado para a coleta de dados foi um questionário, com perguntas abertas e fechadas sobre o tema, destinado a professores de Educação Física atuantes na área escolar, no setor público e privado de ensino das cidades de Campinas e São Paulo. Foi identificado que atualmente a Educação Física apresenta mudanças significativas para a contribuição da formação do ser humano critico e reflexivo sobre seu papel enquanto cidadão, e para isto, a escalada esportiva surge como mais uma oportunidade numa gama de opções a serem trabalhadas dentro da escola e também na Educação Física de um modo geral, indo além do desenvolvimento das capacidades físicas e das habilidades motoras atingindo o indivíduo em suas demais esferas da vida humana, trabalhando valores individuais e sociais como a liderança, a confiança, o companheirismo, a compaixão, o planejamento, a motivação, o cuidado com meio ambiente, entre outros citados no decorrer do estudo. Os resultados apontados apresentaram também dificuldades em se trabalhar com uma diversidade de conteúdos na escola, porém, revelaram professores interessados em assumir estes desafios.

Palavras-chaves: escalada esportiva e educação física escolar.

Ver o texto completo