Subjetividade, amizade e montanhismo

Sandoval Villaverde Monteiro 

RESUMO: 

O principal objetivo do texto consiste em problematizar as práticas corporais vivenciadas como lazer e aventura em ambientes naturais, em especial aquelas ligadas ao montanhismo, buscando pensá-las no contexto das formas contemporâneas de sociabilidade e processos de subjetivação, indagando sobre os liames sociais suscitados a partir da relação com tais práticas. A partir dos dados provenientes do contexto dos grupos estudados, bem como do referencial teórico adotado, sustenta-se o argumento de que o envolvimento com estas práticas coletivas de lazer e aventura na natureza pode, em algumas situações, ser entendido como experiências existenciais férteis para o exercício de uma relação renovada do sujeito consigo mesmo, com o outro e com a natureza. Este exercício faculta aos sujeitos envolvidos  possibilidade de vivenciar processos renovados de subjetivação coletiva, podendo resultar em formas de  amizade mais solidárias, livres e criativas. 

Palavras-chaves: subjetividade, amizade, lazer, natureza

Ver o texto completo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: