Um Brasil de montanhas

Pedro Luiz Pretz Sartori, Maria da Graça Barros Sartori

RESUMO

A nova classificação do relevo brasileiro em três macrocompartimentos, apresentada por ROSS (1996) e adotada por todos os autores de livros didáticos de Geografia da Educação Básica e pelos cursos pré-vestibulares de Santa Maria, levou alguns professores da disciplina à afirmações equivocadas, ao declararem que no Brasil não existem montanhas. Esse artigo foi elaborado com o objetivo de esclarecer, em definitivo, a controvérsia gerada pela referida classificação, a partir de esclarecimento conceitual construído com base na revisão bibliográfica, em obras de geomorfólogos de renome nacional e internacional, que substanciou os argumentos dos autores. Assim, a revisão bibliográfica e a análise geológica e geomorfológica do território brasileiro permitem afirmar que o Brasil possui montanhas de origens e altitudes diversas. 

Palavras-chave: classificação do relevo, montanha, serras. 

Ver o texto completo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: