Montanhismo: uma perspectiva socioambiental

Camila Dias dos Reis  

RESUMO

São escassos os estudos acerca das montanhas, principalmente no âmbito jurídico e, em especial no Brasil, o que dificulta a elaboração de políticas que visem a proteção integrada destes frágeis e ricos espaços naturais, tão importantes para a manutenção da vida no planeta. Assim, pretende-se analisar a prática do montanhismo sob o prisma do direito ambiental brasileiro e do socioambientalismo, tomando-se o montanhismo tradicional como ponto de partida e cerne da presente pesquisa. Verifica-se que os montanhistas tradicionais podem ser considerados sob uma perspectiva socioambiental, em virtude da cultura e do vínculo afetivo que estes estabelecem com os ambientes montanos. Deste modo, uma vez que a interação homem-natureza mostra-se como uma medida ativa e funcional de educação ambiental, propõe-se o estudo direcionado acerca da relação entre os montanhistas tradicionais e as montanhas, para a elaboração de políticas socioambientais sob a perspectiva da conservação do meio ambiente, recusando-se o modelo preservacionista puro, a fim de fomentar a prática consciente do montanhismo tradicional.

Palavras-chave: Montanhismo tradicional, direito ambiental, socioambientalismo, conservação do meio ambiente.

Ver o texto completo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: