Daisy Chains e outras fitas solteiras

 Mike Gibbs

Tradução para o português por Samanta Chu, novembro 2007

RESUMO

Com o passar dos anos, o resgate com cordas organizado evoluiu com respeito a técnicas empregadas bem como a equipamentos utilizados. Muito dessa evolução pode ser atribuído ao empréstimo de técnicas, equipamentos e práticas de disciplinas similares. Por exemplo, muitas peças de equipamento originalmente desenvolvidos para escalada ou montanhismo foram adaptados pelos praticantes de resgate com cordas e incorporados em seus sistemas.

 A ‘daisy chain’ é um exemplo de uma peça de equipamento orginalmente popularizado por escaladores em artificial e posteriormente adaptado para outros usos. A daisy chain tornou-se largamente a solteira-de-escolha por escaladores como meio de se prender ao ponto de ancoragem. Como a comunidade de resgatistas possui um grande contigente de escaladores em sua estrutura, não foi surpreendente que a daisy chain seja regularmente utilizada como ferramenta similar em situações de resgate com cordas.

Em duas séries de estudos independentes com libração de carga conduzidos em 2002 e 2005 nós examinamos os efeitos de uma carga de impacto em várias solteiras feitas comercialmente e que podem ser configuradas pelo usuário. Esta apresentação oferece um exame crítico da daisy chains e outras solteiras similares.

Palavras-chave: ancoragem, testes de carga

Ver o texto completo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: