Implantação de trilhas nos Mananciais da Serra

18/12/2009

RESUMO

Este projeto realizou a  implantação de quatro trilhas nos Mananciais da Serra, Piraquara- Pr. Tendo por base a metodologia de Ecologia de Trilhas,  o projeto recuperou trilhas e estradas degradadas pelo uso pedestre e automotivo, realizando trabalhos de contenção de erosões e manejo da vegetação na borda das trilhas, retirando espécies invasoras e oportunistas e, permitindo com isto, que fosse reduzido também o risco de incêndios. O trabalho coincide com a comemoração dos 100 anos de implantação do sistema de captação de água nos Mananciais da Serra, em 1908. As trilhas recuperadas valorizam aspectos históricos destes mananciais.

Palavras-chave: trilhas, Mananciais da Serra, Floresta Atlântica

[Ver o relatório completo]


O livro dos Friends

11/12/2009

RESUMO

Sempre existiu um rumor especial sobre os Friends. Os Friends sempre criaram uma opinião polarizada mais que nenhuma outra peça do material de escalada. Paradoxalmente, quando pergunta-se aos escaladores, eles não parecem confiar de todo neles. A maioria prefere confiar em um solitário nut à prova de bombas que no seu complicado equivalente mecânico. O Livro dos Friends não só explica porque funcionam os Friends, mas também como funcionam, onde o fazem melhor, assim como em que circunstâncias não funcionam.

Palavras-chave: escalada, friends

[Ver]


Recomendações para controle de Pinus em campos de altitude

11/12/2009

Renan M. Falleiros, Sílvia R. Ziller, Rafael D. Zenni

RESUMO

Localizada na Floresta Ombrófila Densa (Floresta Atlântica), a região da serra do Ibitiraquire apresenta as maiores elevações da Serra do Mar no Paraná e do Brasil Meridional. Os campos de altitude ocorrem em altitudes acima de 1.200 m e enquadram-se na classificação da vegetação brasileira (IBGE, 1992) como Refúgios Vegetacionais, cuja flora tem particularidades em função do isolamento e das condições climáticas e físicas adversas. O grau de endemismo é elevado e a vegetação é predominantemente herbácea e arbustiva, em geral desenvolvida sobre solos muito rasos, com freqüência orgânicos, constituindo um ambiente de serranias com alto valor ecológico e turístico e de extrema fragilidade.

Atualmente, os campos de altitude da Serra do Mar estão ameaçados pela invasão de árvores exóticas do gênero Pinus, oriundas de plantios comerciais e ornamentais nas imediações. Pelo menos 20 das quase 40 montanhas existentes já apresenta invasão em seus cumes e/ou encostas, sendo que três destas elevações estão em situação crítica tanto pelo número de árvores invasoras quanto pelo porte adulto das mesmas, que são fontes de sementes para novos focos de invasão.

As recomendações para controle de pínus apresentadas a seguir foram derivadas de experiências práticas de controle de Pinus taeda realizadas nos morros Camacuã, Camapuã e Tucum no ano de 2008.

 Palavras-chave: campos de altitude, espécies invasoras, Pinus

 Veja o texto completo [Ver]


Resiliência a incêndios no Parque Estadual Pico Paraná

11/12/2009

Edson Struminski

RESUMO

O Parque Estadual do Pico Paraná (PEPP), localizado na Serra do Mar paranaense, a cerca de 50 km de Curitiba, capital paranaense, foi criado em 2002,  com 4.333,83 ha, mas é uma unidade de conservação governamental que ainda não conta com plano ou ações de manejo e subiste basicamente com estruturas montadas por visitantes (montanhistas). Basicamente o PEPP é um parque com vegetação de altitude.

Ao longo do tempo incêndios tem atingido áreas de florestas primárias de altitude, causando, com isto, perdas para a biota regional. Constatou-se, inclusive, que os combates foram feitos de forma improvisada e que, em geral, desconheceram aspectos da ecologia de altitude.

O presente trabalho procura, portanto, abordar questões relacionadas a incêndios neste parque, procurando, inicialmente esclarecer alguns aspectos referentes a ecologia do fogo e sobre ecologia de ambientes de montanhas. São apresentadas opiniões ainda conflitantes sobre este assunto, mas procura-se propor uma metodologia de análise inovadora, que contemple a resiliência dos ecossistemas de altitude ao fogo, juntamente com sugestões para a prevenção e estabelecimento de prioridades no combate a incêndios neste parque estadual.

Palavras-chave: florestas de altitude, campos de altitude, incêndios florestais

 Ver o relatório completo